Vice-prefeito de Missão Velha realiza a live da verdade e alerta a população.

Atualizado: 8 de Jun de 2020



Vice-prefeito de Missão Velha realiza a live da verdade e alerta a população cobrando do poder público ações eficazes contra a COVID-19

O clima esquentou no município de Missão Velha durante a live realizada pelo vice-prefeito, Dr. Lorim, que contou com a participação do ex-prefeito, Dr. Gidalberto e do empresário Carlos Macedo Cruz, que cobraram do poder público transparência no uso das verbas que o município vem recebendo para o combate ao novo coronavírus.

Bastante enfático, Dr. Lorim ressaltou que não vê manifestação da gestão nem ações concretas. Segundo ele, não estão comprando testes para avaliar e tratar a população. “Pessoas foram diagnosticadas e não têm tratamento. A população é encaminhada para se resguardar em suas casas”, frisa o médico.

O vice-prefeito questionou que o município já recebeu um montante de mais de 2 milhões de reais e não sabe para onde está indo esse dinheiro, que não ver tratamento e diagnóstico dos pacientes. “É um governo que não tem transparência e que já está na mira do Ministério Público. Estamos vendo a população refém em suas casas sem teste, sem atendimento e orientações por parte da gestão”, diz Lorim.

Na oportunidade, Dr. Lorim cobrou as propostas e apresentou o plano de governo da sua campanha com o atual prefeito, que não foi cumprido nem 30%, sendo esse o motivo do rompimento com o gestor ainda no primeiro ano. “Continuo aqui como vice-prefeito e não abandonei meu povo. Estou atendendo de portas abertas, principalmente, nesse momento crítico, onde a população está se sentindo abandonada”, disse Dr. Lorim.  

O debate aqueceu com a participação do ex-prefeito e também médico, Dr. Gidalberto, que demonstrou sua indignação com o abandono que a gestão vem tendo com o município no enfrentamento de combate ao coronavírus.

Segundo ele, o prefeito precisa ter transparência e clareza com as ações. Gidalberto ressaltou que o município recebeu 175 mil reais, transferido para o Hospital Municipal, sendo que o equipamento não trata COVID-19; comprou 18 mil reais de máscara de tecido, na cidade de Várzea Alegre, quando poderia gerar renda com as costureiras de Missão Velha; e realizou apenas 200 testes para COVID-19, para uma população de 36 mil habitantes. “Estou aqui para cobrar, porque a minha voz representa a voz de muitos missaovelhenses”, disse o ex-gestor.

Na oportunidade, Dr. Gidalberto denunciou que o prefeito não está depositando o FGTS dos funcionários e finalizou sua participação com um mensagem para o prefeito: “tire essa arrogância e honre a confiança da população missaovellhense”.

O empresário Carlos Macedo Cruz, da localidade de Missão Nova, questionou uma prestação de contas por parte da gestão municipal. “O prefeito tem o dever de apresentar como está sendo gasto esse dinheiro, pois veio para atender as necessidades do povo”.

Carlos enfatizou que a comunidade de Missão Nova nunca recebeu apoio dessa gestão. Segundo ele, com o fechamento das feiras, os agricultores não conseguem vender seus produtos. “Nunca fomos procurados pelo prefeito, os produtores estão se sentindo abandonados. O descaso com a população é evidente, esse dinheiro dava pra fazer muito por Missão Velha, dava pra salvar muita gente”, diz Carlos. 

Reveja a live no canal de Dr. Lorim no YouTube: https://youtu.be/CS_1mGhiaKc

Fonte: Assessoria de Imprensa

80 visualizações0 comentário