top of page

Unidade de AVC do HRC conclui treinamento “Angels” e recebe certificado internacional


A Unidade de Acidente Vascular Cerebral (AVC) do Hospital Regional do Cariri (HRC), equipamento da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), recebeu da Europe Stroke Organisation o certificado de conclusão do treinamento na metodologia do Programa Angels, que busca otimizar a qualidade do tratamento nos centros de AVC existentes. O projeto começou na Europa e depois foi expandido para outros países. Durante o período em que a organização acompanhou a equipe do HRC, foram realizados treinamentos, consultorias e avaliações do serviço oferecido pela unidade. Mais de 300 colaboradores participaram das capacitações. Segundo o coordenador da Unidade de AVC, Gustavo Vieira Rafael, o HRC já possuía um protocolo de atendimento instituído. “O programa serviu para que a gente aprimorasse o nosso fluxo”, avalia. Semana de combate ao AVC O atendimento a vítimas de AVC é uma das linhas de referência do HRC. Neste ano, até o mês de outubro, 745 pessoas foram assistidas no equipamento. Em alusão ao 29 de outubro, quando se celebra o Dia do Combate ao AVC, o hospital vai realizar ações de conscientização sobre a condição para os públicos interno e externo. Uma delas é a palestra Campanha de combate ao AVC: Aprenda a Reconhecer e Ajudar a Salvar Vidas, marcada para esta quinta-feira (27) na E.E.P Aderson Borges de Carvalho, às 7h30, em Juazeiro do Norte. “Nós sempre tentamos ampliar o conhecimento sobre o AVC para além dos muros do hospital. Já fizemos ações em praças durante vários anos, por exemplo. Para 2022, procuramos a parceria com uma escola que tem um público adolescente, o qual é extremamente importante nesse reconhecimento de sinais e sintomas do AVC, já que muitas vezes são eles que estão em casa quando o pai, a mãe, o avô ou a avó começam a apresentar quadros sugestivos”, ressalta Gustavo Vieira Rafael. O médico afirma, ainda, que a população jovem também tem sido acometida por AVC com maior frequência. Daí a importância de reconhecer os sinais e ser multiplicadora do conhecimento. Atendimento imediato A atuação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) Ceará, gerido pela Fundação Regional de Saúde (Funsaúde) e vinculado à Sesa, é fundamental na prestação dos primeiros socorros a casos de AVC. Na região do Cariri, em 2021, a operação somou 1.131 atendimentos relacionados à condição. Em 2022, até o momento, foram 745. A assistência de um paciente com problema neurológico agudo deve ser feita o mais rápido e ágil possível. A identificação precoce reduz riscos e sequelas. Em 2021, o Samu realizou 3.889 atendimentos de casos de AVC em 183 municípios cearenses – em Fortaleza, o Serviço é municipalizado. Neste ano, até setembro, foram 2.692 ocorrências registradas. Fatores de risco Os fatores de risco para o AVC, por ordem de importância, são: pressão alta; tabagismo; obesidade; dieta inadequada; sedentarismo; colesterol elevado; diabetes; uso abusivo de bebida alcoólica; estresse crônico; depressão e doenças cardíacas, sobretudo as arritmias. A principal característica da doença é a manifestação súbita dos seguintes sintomas: perda da força ou da sensibilidade em um dos lados do corpo; dificuldade para falar ou compreender; perda visual, principalmente se for só de um olho; tontura; dificuldade no equilíbrio e dor de cabeça sem causa aparente.

134 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page