top of page

Rafael Branco solicita ao superintendente do Detran-CE intervenção na Av. Padre Cícero


Reunião aconteceu na tarde da quarta-feira (1) com discussões voltadas para a segurança de motoristas, motociclistas e pedestres

A segurança no trânsito do 'crajubar' voltou a ser pautada nos órgãos estaduais competentes, através de solicitações e queixas realizadas pelo empresário e Diretor de Negócios da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), Rafael Branco.

Especificamente, a urgência da implementação de ações visando a segurança e organização no trânsito, conforme reclamações da população, trata-se do trecho que liga o limite do município do Crato ao bairro São José, em Juazeiro do Norte, envolvendo parte do viaduto, na Avenida Padre Cícero.

Além da posição geográfica estratégica da Av. Padre Cícero, com acesso a vários municípios do Sul do Ceará e ao próprio Crajubar, inclusive, recebendo milhares de pessoas mensalmente, até de outros estados, seja para compras, atendimento médico particular, ensino, lazer e viagens, possíveis intervenções serão importantes na organização e limpeza visual no acesso ao bairro São José, no sentindo de Crato e Juazeiro do Norte.

Foi a afirmação do empresário Rafael Branco durante reunião com o Superintendente do Departamento Estadual do Trânsito (Detran-CE), Michel Mourão Matos, realizada na tarde da quarta-feira (1), em Fortaleza. Conforme Rafael, a principal motivação da discussão sobre o assunto, é assegurar a vida das pessoas. Contudo, outros aspectos também devem ser levados em consideração.

"A vida da população que reside próximo ao trecho, assim como de motoristas, motociclistas, trabalhadores e visitantes de diferentes regiões, que diariamente passam pelo local, sem dúvidas, é o mais importante. Pensar nessa organização e intervenção é assegurar, minimamente, a segurança das pessoas. É importante, também, pensar no aspecto econômico; haja vista que Juazeiro do Norte tem forte influência econômica na região, assim como o Crato e Barbalha também possuem suas particularidades. Ademais, sabemos que o turismo religioso movimenta bastante nossa região, entretanto, quem sentirá segurança de estar na região, com instabilidade na segurança do trânsito? São aspectos importantes que necessitam de análise. Espero que, em breve, tal problema seja resolvido", afirmou o empresário.

118 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page