top of page

Professor inspira escolha do curso de aluna de Odontologia da Unileão.

Eles reproduzem foto tirada 17 anos atrás.

Foto recorda época em que Gabriele era ainda criança e prof. Mário um dentista recém-formado.


O professor Mário Correia, do curso de Odontologia, e a aluna Ingridy Gabriele Ferreira Araújo refizeram uma foto deles dois, tirada há 17 anos, quando a estudante ainda era uma criança e ele um dentista recém-formado. Gabriele conta que ficou surpresa ao vê-lo entrar no laboratório, no primeiro semestre da faculdade. Porém, ela guardou a surpresa da foto para o penúltimo semestre do curso. “Falei com ele referente à época que ele me atendeu lá no posto. Ele me reconheceu e ficou feliz ao ver uma relíquia do primeiro emprego”, disse.


A foto foi registrada entre 2005 e 2006, em um posto de saúde do Crato. O jaleco branco e a maneira atenciosa durante o atendimento foram decisivos para que ela escolhesse o mesmo caminho, anos depois. “Uma vez cheguei triste com o dentinho quebrado e ele consertou. Saí de lá toda feliz, desde esse dia passei a admirar essa profissão. Quando comecei a praticar, tive muita certeza do que eu realmente queria”, afirma a estudante.


Útil ao agradável

Segundo Gabriele, a escolha por cursar Odontologia na Unileão veio das boas referências e da trajetória de ensino. “Sempre ouvi falar bem dessa instituição. E quando soube que tinha o curso de Odontologia, fiquei feliz porque era uma oportunidade de juntar o útil com o agradável”, conta.


Sobre as oportunidades oferecidas para tornar sua formação melhor, a estudante ressalta “o ensinamento feito de forma responsável, capacitando para que futuramente realize suas atividades com segurança e bom desempenho”.


Memória afetiva

O professor Mário Correia conta que, quando Gabriele mostrou a foto, vieram memórias afetivas do início de sua trajetória profissional. “Foi o primeiro emprego que eu tive como dentista, quando eu me formei. Eu era dentista do PSF e Gabriele ia para lá pequenininha e gostava muito de ser atendida”, lembra o docente, que se emocionou ao saber que sua atuação havia influenciado a vida e as escolhas daquela pequena paciente.


“Quando ela me disse que uma das coisas que fez ela querer fazer Odontologia foi poder cuidar dos pacientes e oferecer o mesmo atendimento que ela recebeu, aquilo me emocionou muito. A gente até tentou repetir a foto, mas ela é muito alta hoje em dia [risos]”, brinca.


Dentista formado pela Universidade de Pernambuco (UPE) em julho de 2004, funcionário público licenciado e atuante na Unileão há 13 anos, professor Mário também afirma que sempre foi impulsionado por cuidar das pessoas e que a docência o ajuda a enxergar os frutos dessa escolha. “Ser professor é o que eu mais gosto e eu fico muito feliz em poder contribuir não apenas com a formação de novos cirurgiões dentistas, mas de cidadãos com comportamentos pautados na ética e no profissionalismo”, ressalta.


Para Gabriela, a foto simboliza o início de uma jornada, o encontro entre uma paciente e seu dentista que se tornaram professor e aluna. Próxima à formatura, ela pretende se aperfeiçoar cada vez mais dentro da área que escolheu para a vida.

128 visualizações0 comentário

Commenti


bottom of page