Com reabertura de lojas, economista orienta “gastar sem errar” no presente para o Dia dos Pais



A perspectiva é de que, mesmo com a pandemia, a data venda 9% a mais do que o Dia das Mães e Namorados_


Após quatro meses de portas fechadas, tem muito lojista ansioso para reabrir a loja de eletros, calçados, roupas e liberar estoque “parado”. Para sair do prejuízo, a economista Mariana Paulino, vê uma boa oportunidade para consumidores e lojistas, a reabertura das lojas justamente na semana do Dia dos Pais.


“A Associação Brasileira de Shopping Center, por exemplo, prevê aumento de 9% se compararmos com as datas comerciais que passaram em meio à pandemia, como Dia das Mães e Namorados, mas no comparativo com 2019, claro que teremos uma queda e será de aproximadamente cerca de 30%”.


No caso do comércio eletrônico, as empresas que migraram para o formato do e-commerce, devem ter aumento de 23% nas vendas, com relação às últimas datas comerciais.

Diante do cenário econômico, a planejadora financeira, Mariana Paulino, deixa 4 dicas que ninguém deve esquecer na hora de comprar o presente do papai, seja compra presencial ou virtual:


1 – Determine o valor MÁXIMO que você pode gastar, sem comprometer o orçamento do mês com as outras despesas fixas que você já tem;


2 – Peça desconto, sempre! Muitas lojas estão com “estoque parado” e essa é uma ótima oportunidade para você e o lojista aproveitarem;


3 - Dê preferência ao pagamento à vista, evitando o velho parcelamento;


4 – E se vai comprar on-line, não esqueça de pesquisar sobre a empresa e se certificar de que ela é confiável.


Consumidor, não é demais dizer para pesquisar e comparar preços do produto, prazo de entrega, sem falar ainda que você deve perguntar sobre a política de troca, ninguém nunca sabe se e quando vai precisar.


Fonte: Assessoria de Imprensa Commonike



176 visualizações0 comentário